12 de agosto de 2014

Varuna

۞ ADM Sleipnir


Varuna (sânscrito वरुण) é um dos mais poderosos e antigos deuses hindus, descrito inicialmente nos Vedas como uma divindade suprema. Ele era visto nos primórdios do hinduísmo como uma deidade que havia tomado o domínio sobre os céus, antes pertencente à Dyaus. Abençoado com mil olhos, Varuna era o protetor da humanidade e foi associado com o conceito de ordem social ou dharma. Conforme o a religião védica e o hinduísmo se desenvolveram, Varuna perdeu sua posição, tornando-se uma divindade marinha. 

Características

Varuna é um asura, geralmente descrito como um homem branco, de pele amarela, vestindo uma armadura brilhante e dourada. Ele pode ter 2 ou 4 braços e em suas mãos ele carrega um laço (pasha) geralmente feito de serpentes e um pote de água. Sua montaria, chamada Makana ou Makara, é uma criatura marinha geralmente descrita com a parte frontal de um animal terrestre (como elefante, crocodilo ou veado) e a parte traseira de um animal aquático, como um peixe, foca ou golfinho. 



Atributos

Varuna era um deus arquiteto e ferreiro, visto como o mais onisciente dos deuses hindus primários, e muitas vezes encarado como sendo onipotente também. Seu papel era garantir a manutenção da ordem cósmica (rta) em todo o universo, não somente as leis da natureza, que ele presidia, mas também as leis e juramentos dos homens. Quando um homem quebra um juramento, é Varuna quem o pune. 

Organizou os ciclos do Sol, colocou cada rio em seu caminho, ordenou as fases da Lua, estruturou o relevo da Terra e se encarregou de nunca deixar o oceano cheio demais.

Varuna também foi associado com o submundo, e juntamente com Yama, ele pastoreia e supervisiona as pessoas em sua vida após a morte, tendo o poder para abençoa-las com a imortalidade, se assim ele desejar.

Mitos

A Queda de Varuna

Como dito anteriormente, Varuna era o rei dos deuses nos primórdios da religião védica. Porém, um grande monstro chamado Vritra desafiou os deuses e também a Varuna, e uma profecia revelou que Varuna não seria capaz de vencê-lo. O único capaz de vencer o monstro seria Indra, que ainda não havia nascido, e após vencer, tomaria o lugar de Varuna como rei dos deuses. Varuna tentou impedir o nascimento de Indra, mas foi impossível. O jovem deus nasceu e tendo poder sobre os raios e tempestades, venceu o monstro e se tornou o novo rei dos deuses. Varuna então se tornou o rei dos oceanos e senhor da Noite, dividindo o céu com Surya, o deus do Dia.

Varuna e Rama

Um dos mitos mais famosos envolvendo Varuna vem do Ramayana. Nele, um avatar do grande deus Vishnu, Rama, desejava atravessar o oceano poderoso de Lanka. Ele ora e oferece sacrifícios para Varuna, rogando-lhe para que o ajudasse. Como Varuna não responde as suas orações, Rama pega seu arco e flecha e começa a atacar as águas do próprio oceano, matando as criaturas que nele viviam e fazendo as águas arderem em chamas. No momento em que Rama estava prestes a usar a Brahmastra, uma arma capaz de destruir toda a criação, Varuna surge em meio as ondas e se desculpa com Rama. Ele acalma as águas, o que permite que uma ponte pudesse ser construída através do oceano. 



Agradecemos sua visita e se gostou da leitura, deixe seu comentário! Compartilhe também nossos posts nas redes sociais!

3 comentários:

  1. queria saber mais sobre essa arma brahmastra

    ResponderExcluir
  2. Também gostaria de saber mais sobre essa arma capaz de destruir toda a criação

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Ainda não temos uma postagem específica sobre ela no blog, mas em nossa página no facebook temos um álbum sobre armas lendárias ou míticas, onde há um resumo sobre a Brahmastra:

      https://www.facebook.com/portaldosmitos/photos/a.970927682944469.1073741889.410910802279496/972977986072772/?type=3&theater

      Excluir



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos / Ofensas;
-Incitar o ódio e o preconceito;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Reservamo-nos ao direito de remover qualquer comentário nessas condições.

De preferência, faça login com uma conta do Google, assim poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby