11 de janeiro de 2013

Tronos

۞ ADM Demon Girl


Os Tronos  são uma categoria de anjos da tradição judaico-cristã, seu nome é derivado do grego thronos, que significa "anciãos", porem a única referência bíblica a esse nome encontra-se na Epístola aos Colossenses: "Nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as criaturas visíveis e as invisíveis. Tronos, dominações, principados, potestades: tudo foi criado por ele e para ele". São mais comumente chamados de erelins ou ofanins e algumas vezes de Sedes Dei (Trono de Deus), e são identificados com os 24 anciãos que perpetuamente se prostram diante de Deus e a Seus pés lançam suas coroas. São símbolos da autoridade divina, da humildade, e da perfeita pureza livre de toda contaminação.

Na tradição cristã mais conhecida, é-lhes atribuído o terceiro posto na hierarquia angélica, abaixo dos serafins e querubins.

Pseudo-Dionísio os identifica com as rodas (em hebraico, ophanim) citadas no livro de Ezequiel, associadas aos querubins e descritas na maioria das traduções como "da cor do berilo" - uma tradução provavelmente errônea de tarshish, uma pedra translúcida e dourada, que pode ter sido topázio amarelo, jaspe amarelo ou serpentina amarela (o mineral berilo pode ser de muitas cores, mas os antigos davam esse nome à pedra azul-verde, "da cor do mar"):
E o ruído das asas dos querubins se ouviu até ao átrio exterior, como a voz do Deus Todo-Poderoso, quando fala. Sucedeu, pois, que, dando ele ordem ao homem vestido de linho, dizendo: Toma fogo dentre as rodas, dentre os querubins, entrou ele, e parou junto às rodas. Então estendeu um querubim a sua mão dentre os querubins para o fogo que estava entre os querubins; e tomou dele, e o pôs nas mãos do que estava vestido de linho; o qual o tomou, e saiu. E apareceu nos querubins uma semelhança de mão de homem debaixo das suas asas. Então olhei, e eis quatro rodas junto aos querubins, uma roda junto a um querubim, e outra roda junto a outro querubim; e o aspecto das rodas era como a cor da pedra de berilo. E, quanto ao seu aspecto, as quatro tinham uma mesma semelhança; como se estivesse uma roda no meio de outra roda. Andando estes, andavam para os quatro lados deles; não se viravam quando andavam, mas para o lugar para onde olhava a cabeça, para esse seguiam; não se viravam quando andavam. E todo o seu corpo, as suas costas, as suas mãos, as suas asas e as rodas, as rodas que os quatro tinham, estavam cheias de olhos ao redor. E, quanto às rodas, ouvindo eu, se lhes gritava: Roda! E cada um tinha quatro rostos; o rosto do primeiro era rosto de querubim, e o rosto do segundo, rosto de homem, e do terceiro era rosto de leão, e do quarto, rosto de águia. E os querubins se elevaram ao alto; estes são os mesmos seres viventes que vi junto ao rio Quebar.

Também foram relacionados com uma passagem do livro de Daniel (capítulo 9):
Eu continuei olhando, até que foram postos uns tronos, e um ancião de dias se assentou; a sua veste era branca como a neve, e o cabelo da sua cabeça como a pura lã; e seu trono era de chamas de fogo, e as suas rodas de fogo ardente.
Os ofanins, na tradição judaica, estão no segundo posto da hierarquia angélica. Enquanto os serafins são tradicionalmente associados ao amor e os querubins ao conhecimento, os tronos costumam ser associados à justiça. Sua tarefa seria meditar sobre a disposição de julgamentos divinos, transmitindo-os às ordens inferiores. São considerados intensamente humildes, atributo que lhes permite distribuir a justiça com perfeita objetividade, sem precisar recear a interferência do orgulho e da ambição. Tomás de Aquino considera que os tronos, assim como os serafins, não participaram da Queda, ou seja, nenhum deles tornou-se um demônio.

Agradecemos sua visita e se gostou da leitura, deixe seu comentário! Compartilhe também nossos posts nas redes sociais!

Um comentário:

  1. Gostei muito foi oque eu esperava dessa informação Shalom a todos

    ResponderExcluir



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos / Ofensas;
-Incitar o ódio e o preconceito;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Reservamo-nos ao direito de remover qualquer comentário nessas condições.

De preferência, faça login com uma conta do Google, assim poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby