20 de janeiro de 2013

A Fonte da Juventude

۞ ADM Dama Gótica


A lenda sobre a Fonte da Juventude nasceu há séculos, por volta de 700 a.C. , provavelmente no norte da Índia, mais especificamente como um poço hindu da juventude. Por vezes, a lenda é confundida com o mito hebraico do rio da imortalidade.  Foi preservada em velhos escritos e alcançou a Europa por meio de viajantes e mercadores.

Alexandre, o Grande, teria procurado pela fonte da juventude - ou pelo rio da imortalidade - durante sua campanha na Índia. Ele não encontrou, pois pouco tempo depois morreu de febre, aos 33 anos. A lenda foi modificada, aparecendo em quadros (Lucas Cranach, o Moço, pintou a fonte da juventude como uma piscina cheia de banhistas) e sobrevive até hoje. 



Alguns historiadores acreditam e ostentam testemunhos de que ela se encontra no oceano Ártico,e que a água da fonte concedeu seus poderes às águas do oceano Ártico. Eles supõem que a pessoa que se banhar nua em noites de lua cheia nas águas mornas da parte do Ártico mais próximo ao Pólo Norte será abençoada com a imortalidade. 


Pausânias, geógrafo e historiador grego do 2º século d.C., misturando lenda e realidade, assinala uma fonte chamada Calatos, e afirma que ela se localiza próxima a Náuplia, no Peloponeso, e completa dizendo que Hera se banhava na fonte para parecer sempre jovem e bela a Zeus, seu marido. Dizem também que era o próprio Zeus que transformava ninfas em água, tornando a água meio que sagrada, rejuvenescendo quem nela se banhasse. 

Na Idade Média, muitos reis e rainhas patrocinavam viagens para a América, pois nessa época acreditavam que este era o local onde a fonte se encontrava. Alguns acreditam que a busca pela fonte da juventude foi uma das razões de Fernando e Isabel apoiarem financeiramente às viagens de Cristóvão Colombo. O jardim do Éden também se localizaria na América, textos medievais falavam que ao lado das Portas de Entrada do Paraíso estaria a fonte de Juventas (alusão à deusa romana da juventude) e que quem provasse dela por três vezes, em jejum, ficaria livre das doenças e viveria como um jovem. 

Por isso se acreditava que a fonte da juventude estava na América, porque inicialmente eles criam que o Paraíso estava na América, se Paraíso estava aqui, bem do lado eles encontrariam a fonte abençoada. 


Havia tradições indígenas que, ligavam-se à lenda européia da fonte da juventude, situando-a na ilha de Bimini. Ponce de Leon, explorador espanhol, à frente de dois navios equipados e tripulados, partiu do porto de San German, em Porto Rico. A expedição contava com o apoio do rei Fernando, que autorizava o explorador a governar Bimini, no entanto lhe garantia poder perpétuo sobre a ilha se a encontrasse. 


Dizem que Ponce de Leon realmente encontrou a fonte da juventude na Florida, EUA. O Estado da Flórida possui cerca de 320 fontes de água pura e rica em minerais. Dessa forma é quase impossível encontrar a fonte de Ponce de Leon. A fonte da juventude é descrita de várias formas: como uma nascente ou um pequeno lago, uma parte do oceano ou como uma piscina (Lucas Cranach a descreveu assim). 


Algumas versões contam que depois de ser descoberta pelos árabes, ela foi roubada pelos bárbaros, que, por sua vez, foram amaldiçoados pelo líder da aldeia e o barco onde eles partiram afundou, levando a fonte da juventude junto com ele. Desde então algumas pessoas acreditam que a fonte, por não ser natural e conter águas muito puras, não foi atingida pelo mar e flutua pelo oceano até que um dia vai bater em alguma margem. Outros dizem que a fonte da juventude esta em pleno Oceano, em uma ilha ainda não classificada e que se alguém chegue a bebê-la será transportado ao passado. Em alguns filmes como Piratas do Caribe no final se pode ver um mapa para a fonte da juventude (no 4º filme da franquia, ela é localizada).

Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

4 comentários:

  1. A referência ao piratas do caribe não esta errada, mas vale mencionar q o último piratas do caribe eles encontram a fonte.

    ResponderExcluir
  2. achei bom o texto bem interesante só com trabalhos escolar descubrimos novas historias nem sabia que existia essa historia

    ResponderExcluir
  3. A leitura me trouxe muitas lembranças do tempo em que eu descobri as lendas e mitos.

    ResponderExcluir
  4. No ano 603 a.C, ou seja... quase 100 anos depois que professam ter achado a fonte da juventude. O historiador Garcia Apoleu, que morreu dois anos depois, enviou uma carta em forma de pergaminho ao seus súditos, revelando ter encontrado a "Fonte da Juventude" na carta ele relatou que as águas pareciam formar duas grandes mãos, e convidá-los a banhar-se nela. Ao contrário que muitos contam, Garcia Apoleu inseriu pontos de interrogações na carta, dizendo que sua equipe era de 35 homens experientes, e todos que tinham de 35 à mais de 40 anos, realmente ficaram jovial, mas depois de três dias de pura alegria, eles brotaram velhice inesperadamente. Ele consta que o rosto foi caindo a pele como sorvete derretendo exposto ao sol. E quando mergulharam na fonte novamente em grande desespero, a água da fonte secou-se, e levou eles as profundezas do Ártico, vomitando-os depois apenas ossos com muito furos, sem o esqueleto inteiro. Garcia, reza a lenda caminhou entre muitos quilômetros, padecendo necessidades e enfrentando diferencial de tempos. Em 21 de Maio de 618 a.C. Garcia Apoleu enviou outra carta, revelando que a fonte agora estava no Oceano Pacífico, no Sul da Antártida. Ele nunca revelou o local exato, apenas disse que estava jovem, e que uma moça chamada "Druagayn" estava ali o esperando eternamente na Fonte da Juventude.

    ResponderExcluir



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos ou ofensas gratuitas;
-Comentários racistas e/ou xenófobos;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Desrespeitar o autor da postagem ou outro visitante;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Removeremos quaisquer comentários que se enquadrem nessas condições.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderemos responder seus comentários de forma mais apropriada, e você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby